13.9.12

É bem assim!!


"Eu sempre me afasto dos nervosos. Procuro ter a delicadeza de nunca ligar-me a pessoas grosseiras, falsas, insensíveis. Fujo dos enfurecidos. Desvio-me de ciumentos radicais. Detesto autoritários. Quero distância absoluta de estressados e neuróticos. Não concedo aos ditadores sequer minha presença temporária, nem permito aos brutos que suponham ser possível invadir os meus momentos de amor — que são todos." 



Adorei este texto do Edson Marques!
Acho que, na medida do possível, é o que devemos fazer: mudar a sintonia, não conviver com gente azeda, não deixar a indelicadeza alheia invadir a nossa vida.
Se não dá para fazer isso o tempo todo - a grosseria não pede licença - façamos na nossa casa, nas nossas relações, na nossa intimidade.
Ah! E em época de campanha política, atenção redobrada! As pessoas radicalizam e perdem a medida...

5 comentários:

Silvinha disse...

Perfeito! Afastar-se dos piores faz bem para a alma, me dou esse "luxo"!

Quero viver leve!

Anônimo disse...

Ana, acho que vou compartilhar lá no meu face, de tanto que me identifiquei com esse texto.
Se nós não colocamos o limite, as pessoas azedas invadem nossa vida e ainda fazem cara feia quando discordamos delas ou nos chegamos a pessoas que "ela considera que são só dela". Já teve alguém assim na sua vida?
Un bacio
Tania

Ana disse...

Queridíssimas Silvinha e Tânia!

Eu acho que a gente faz das tripas coração pra relevar, entender, desculpar e não adianta nadinha...
O jeito é dizer "chega"!

Já tive, sim, Tânia. É muuuito complicado. Agora mantenho distância e levo fama de intransigente. Não me importo, prefiro assim.

Beijos, Gurias!

ANA MARIA disse...

Eu tô aprendendo! Mas da indelicadeza alheia quero distância! Bj

Rosamaria disse...

Às vezes a gente tem que engolir sapo de pessoas que não se pode ficar distante para manter a paz geral. Mas a vida segue, dá um sustão e elas aprendem.
Bjim,cosquirídia.

Related Posts with Thumbnails