20.11.19

Rubem Braga

“Ora, não preciso de tanto. Nem de tanta vida, nem de tanta coisa mais. Dinheiro apenas para não ter as aflições da pobreza; poder somente para mandar um pouco, pelo menos, em meu nariz; e da felicidade um salário mínimo: tristezas que possa aguentar, remorsos que não doam demais, renúncias que não façam de mim um velho amargo.”

Na foto, Rubem Braga  e Tônia Carrero, por quem foi apaixonado...

"...a grossa tristeza da vida, com seu gosto de solidão, subiu um instante dentro de mim, para me lembrar que eu devia ser feliz naquele momento, pois aquele momento ia passar.”
“A vida é toda ela memória, exceto por um momento presente
 indo embora tão rápido que você mal percebe ele ir.”

Tennessee Williams


Tumblr

19.11.19

Ser mais feliz

"Parece papinho de autoajuda, mas, realmente, há algumas coisas que podem ajudar qualquer um a se sentir um pouco melhor. Mas, claro, cada um sabe do seu próprio momento. Problemas de saúde mental ou circunstâncias e situações ruins podem deixar tudo mais complicado. Apesar disso, esperamos que você possa encontrar aqui alguns conselhos que o deixarão se sentindo um pouco melhor." 



A seguir, "30 formas de ser mais feliz — ou, pelo menos, ficar um pouco melhor 
"Todas as pequenas coisas contam", segundo a autora, Anna Borges .

 1. Perceba que a felicidade não significa ter tudo o que deseja e estar livre de problemas o tempo todo.
A felicidade não é um estado constante, já explicou  a conselheira de empoderamento Christine Hassler. "Como humanos, experimentamos e passamos por uma variedade de emoções. A expectativa de que devemos todos ser felizes o tempo todo deixará qualquer um com uma ressaca de expectativas."

 2. Comece o seu dia lembrando a si mesmo uma coisa positiva sobre a sua vida.
Tendemos a nos focar em pensamentos negativos muito mais do que nos positivos, então conceda a si mesmo um momento para dar uma conferida nos seus pensamentos e suas lembranças mais felizes. Isso pode acontecer na forma de um diário em tópicos, se quiser, mas refletir um pouco também funciona.

 3. Estabeleça um equilíbrio entre sua vida pessoal e sua vida profissional!
Saia do trabalho no horário, não cheque seus e-mails após certo horário da noite, e, de forma geral, não pense nas suas responsabilidades do trabalho em casa e vice-versa. Fazer o seu melhor em cada lugar — isto é, não se sentir culpado pelo que você não está fazendo — te manterá são e satisfeito com o seu rendimento.

 4. Escolha um passatempo que não tenha nenhum outro propósito, exceto ser prazeroso.
Não um passatempo que só pareça legal nas suas redes sociais ou no seu currículo. Algo que você ache bom e interessante. 

 5. Divida uma refeição com pessoas com quem você se importa.
Nada como dividir uma boa comida com boas pessoas para atrair boas vibrações.

 6. Livre-se de coisas velhas que você não possa usar agora ou que te magoem.
Se tem coisas no seu armário ou na sua casa que fazem com que você se sinta pior ao vê-las - como roupas nas quais você pretende caber "um dia" ou recordações de um relacionamento antigo - jogue fora. Você não precisa dessa merda toda te deixando pra baixo.

 7. Compartilhe aquilo pelo que você está passando com entes queridos.
"Existe coragem em ser vulnerável"
Muitas pessoas guardam seu sofrimento porque (1) não querem ser um fardo, (2) pensam que deveriam ser capazes de lidar com isso por conta própria ou (3) apenas por nervosismo. Se esse é o caso, tente se abrir mais e cultivar uma rede de apoio. Prometa a si mesmo que, quando as coisas ficarem difíceis, você entrará em contato com pelo menos uma pessoa que te ama e que se importa com você.

 8. Sorria mais. Sério.
Pesquisas mostram que sorrir pode te deixar menos estressado. Então, sorria para seus colegas de trabalho, aceite elogios, assista a um filme da Disney - o que te deixar com um sorriso no rosto.

 9. Tente monitorar seu humor e seus hábitos para descobrir quais coisinhas te deixam melhor ou pior.
"Quando sua vida e seus sentimentos parecerem estar fora de controle ou caóticos, há algo de imensamente terapêutico em organizá-los numa estrutura sistemática, como um diário em tópicos", disse  a psicóloga Andrea Bonior. "Só de fazer uma lista esteticamente atraente já dá aquela sensação de ser mais fácil de lidar com o problema. Como se você pudesse enfrentar e passar por tudo."

10. Dê um nome aos seus pensamentos negativos e dê uma bronca neles.
Quanto mais você tenta ignorar seus pensamentos negativos, mais poder eles têm sobre você — e mais verdadeiros eles parecem. Você precisa lembrar a si mesmo que pensamentos negativos são assim: pensamentos, não fatos. E, sério, tratar essa voz interior como uma mala sem alça dando pitacos indesejados ou alguém cuja opinião você não respeita nem um pouco pode realmente ajudar.



11. Caminhe ou ande de bicicleta em vez de dirigir ou usar o transporte público, se puder.
Segundo o livro "Happiness Hacks" (Truques para a Felicidade, em tradução livre), de Alex Palmer, pessoas que caminham ou vão de bicicleta para o trabalho relatam uma satisfação maior do que a de passageiros de metrô e ônibus. Então, tome aquele ar fresco e se exercite!

12. Faça da manutenção das suas amizades uma prioridade.
Quando ficamos muito ocupados com a escola, com o trabalho ou com a família, tendemos a considerar aquela saidinha com os amigos um luxo que podemos abrir mão para ter mais tempo. No entanto, ver os amigos é muito importante para nossa saúde mental.

13. Em vez de gastar dinheiro com coisas, gaste com experiências.
Eu não vou dizer que o dinheiro não compra a felicidade porque sei que eu seria muito mais feliz se não precisasse me preocupar em pagar aluguel e boletos. Dito isso, usar o dinheiro que você tem com sabedoria pode melhorar a sua vida.
Pagar por experiências - como férias, tratamentos em spa, idas ao cinema, aulas etc — dá mais prazer a longo prazo do que comprar bens materiais, de acordo com o livro "Happiness Hacks".
Não só as experiências em si costumam exceder as expectativas bem mais que bens materiais, mas você também obtém prazer antes e depois delas - seja se divertindo antes delas ou falando sobre elas com amigos e família depois.

14. Crie uma rotina matinal que dê o clima para o dia inteiro.
Será diferente para cada um, mas encontre uma rotina que deixe você centrado e de bom humor antes de encarar o dia. Por exemplo: fazer exercícios, meditação, escrever sua lista de afazeres, alongamento, pensar sobre as coisas pelas quais você é grato, até mesmo tirar um tempo para o café da manhã, tomar café e ouvir ao seu podcast favorito.
Esta newsletter para deixar suas manhãs infinitamente melhores pode ser um ótimo lugar para começar. Ah, e arrume a sua cama, porque isso fará milagres na sua vida.

15. E por falar nisso, desenvolva uma rotina antes de ir para a cama também.
Arrume o seu quarto. Lave seu rosto. Faça um chazinho. Desconecte-se e vá ler. Qualquer coisa que você possa fazer para espairecer e encerrar o dia de forma positiva pode melhorar muito o seu estado mental.

16. Faça algo para outra pessoa. Isso mudará seu foco e colocará o mundo em perspectiva.
Que tal usar algumas horas da semana para um trabalho voluntário?

17. Deixe seu celular no modo Não Perturbe à noite.
Não há nada acontecendo entre meia-noite e 7 da manhã que não possa esperar até você acordar, com raríssimas exceções. Você dormirá melhor e sua mente vai agradecer — a falta de sono pode piorar seriamente sentimentos de insatisfação ou causar depressão e ansiedade.

18. Volte a fazer algumas das suas coisas favoritas da infância.
Releia "Harry Potter", coma a sua comida favorita da época da escola, ouça a primeira banda que você amou, o que for. Absorva toda essa nostalgia.

19. Tire intervalos do trabalho, da escola etc. durante o dia.
"Evite ocupar os seus intervalos com mais trabalho (mesmo que seja diferente do trabalho pelo qual você é pago para fazer)", escreveu Palmer em "Happiness Hacks". "Use esses momentos para se recuperar completamente e ter energia para quando voltar para o escritório."

20. Invista em uma massagem de vez em quando.
Eu aposto R$10 que você tem um monte de tensão acumulada em algum lugar agora e que você merece se livrar dela. Nem precisa ser uma experiência de spa completa - você provavelmente pode encontrar um lugar desconhecido que seja legal e com um bom preço, pesquisando um pouco.


21. Use à vontade os botões de silenciar, bloquear e de desfazer amizade.

22. Pare de tomar para si o trabalho de deixar todo mundo feliz.
Ser uma pessoa compreensiva e legal = bom.
Se preocupar com a felicidade dos outros, sendo que eles não movem um dedo para sua felicidade e seus desejos = não bom.
Você não pode agradar a todos - aceite isso, pois é perfeitamente normal.

23. Guarde palavras gentis e reconfortantes para que você possa voltar a elas quando precisar.
Faça capturas de tela de textos de amigos ou e-mails positivos do seu chefe. Guarde-os em uma pasta para que você possa lê-los de novo e de novo.

24. Monte um kit de ferramentas que "torne a vida um pouco mais fácil".
Imagine que seja uma caixa da felicidade. Encha-a de produtos relacionados a spa, livros de colorir, uma vela aromática, seu livro favorito, lembranças de memórias felizes, o que for que você ache que tenha o poder de animá-la um pouco.

25. Se está se sentindo triste ou deprimido, experimente se preparar para o dia mesmo que planeje ficar em casa.
Às vezes é muito difícil sair, quem dirá levantar da cama. Mas tente ao menos realizar a higiene básica e vestir roupas limpas. Pegue a sua escova de dentes e lave o rosto, penteie o cabelo, fique à vontade. Seja bom consigo mesmo.

26. Seja sociável, mesmo que signifique dar as caras e ficar um pouco entediado.
Às vezes socializar é difícil até quando você sabe que estar com pessoas te deixará melhor. Então apareça. Junte-se a um grupo de amigos que você ame e que amem você e, depois, vá embora com eles. Participe das conversas. Deleite-se com a energia.

27. Decore a sua casa de forma que ela te acolha.
Cuide bem da sua casinha - limpe-a, decore-a de forma que ela reflita os seus gostos, torne-a um lugar que o deixe seguro.

28. Fique com pessoas positivas que incentivem você.
Não pessoas que sejam rabugentas, pessimistas ou ruins o tempo todo.

29. Se precisar chorar, chore.
Falando por experiência própria, quanto mais você reprime suas emoções, mais elas aumentam e pairam sobre você. Então libere-as, mesmo que você precise induzir o choro com um filme sentimental ou uma música triste.

30. Busque ajuda se precisar.
Essas sugestões são uma ótima forma de elevar o humor. Mas você nunca deve ter medo de buscar tratamento, seja consultando um terapeuta, buscando medicação ou outro método.



Limites

“Risque do seu Aurélio a palavra perfeição. O dicionário das mulheres interessantes inclui fragilidades, inseguranças, limites. Pare de brigar com você mesma para ser a mãe perfeita, a dona de casa impecável, a profissional que sabe tudo, a esposa nota mil. Acima de tudo, elimine de sua vida o desgaste que é tentar ter coxas sem celulite, rosto sem rugas, cabelos que não arrepiam, bumbum que encara qualquer biquíni. Mulheres reais são mulheres imperfeitas. E mulheres que se aceitam como imperfeitas são mulheres livres. Viver não é (e nunca foi) fácil, mas, quando se elimina o excesso de peso da bagagem (e a busca da perfeição pesa toneladas), a tão sonhada felicidade fica muito mais possível.”
Leila Ferreira






"Amamos mulheres!" Ah, é??

"Amamos mulheres! Desde que elas se depilem totalmente a ponto de parecerem crianças. Sim, vaginas “infantis” são ovacionadas. Nenhum pêlo! Que nojo mulher com pêlo! Mulher tem pelo? É sério? Depilação com cera, por favor! E finge que não dói.
Amamos mulheres! Essas divas. Mas parto normal, não. Vai estragar o brinquedinho? Vagina de cocotinha, lembra? Vagina de cocotinha não é capaz de colocar uma criança no mundo. Cirurgia, por favor!

Amamos mulheres! Com peitos durinhos. Põe silicone, ué! Uma cirurgia a mais, uma a menos, não faz diferença. Peitos que jorram leite pra alimentar um bebê? Isso existe? Com tanta latinha na farmácia… Não, amamentar, não. Que pretensão é essa de poder produzir o alimento do seu filho? Seca, leite. Você não consegue. Peito é pra fins sexuais. Apenas. Servidão.

Amamos mulheres! Que nojo de menstruação… Mulher menstrua? Sangue? Ai, vou desmaiar. Esconde esse absorvente. Shhhhh. Ninguém pode saber que sai sangue de você todo mês. Tem jeito de não menstruar. Vai! Faz isso! Que nojo! Hormônio pra dentro. Tá tudo bem.

Amamos mulheres! De barriga chapada: por que a sua não é? Lipoaspiração. Abdominoplastia. Cinta que tira o fôlego. Tudo a seu favor. O que não vale é ter a sua própria barriga. Onde já se viu? Que audácia amar seus pneuzinhos!

Amamos mulheres! Mas essa vagina não é igual ao do filme pornô. Vai lá! Tem cirurgia íntima! O Brasil é recordista mundial em cirurgias íntimas femininas. Uma cirurgia a mais, uma menos… Mais uma dose de cirurgia, por favor. Labioplastia ou ninfoplastia. Ninfo. Aproveita que também existe clareamento anal. Tudo rosinha. Ninfo. Rosinha. Sua vagina não serve. Nem seu ânus.

Amamos mulheres! De sobrancelha feita, cabelo pintado, escovado, maquiada, com esmalte, depilada, vagina e ânus rosadinhos, salto, sem menstruação, sem leite jorrando do peito, sem ver um filho passando em sua vagina. Mulheres… Cirurgias. Protudos pra maquiar. Naturalidade feminina? Nojo!

Amamos mulheres! Doces. Já tomou seu rivotril hoje? Gritou? Tá louca. The mad woman in the attic. Mulheres. Jovens. Eternamente. Um fio de cabelo branco é sinal de desleixo. Compra tinta, maquiagem, faz cirurgia, toma hormônio, rivotril, sinta a dor de cada pelinho sendo arrancado com cera quente. Vai em frente!

Amamos mulheres! Jovens, maquiadas, moldadas, dormentes, lipoaspiradas, siliconadas, alisadas, clareadas, refinadas, “limpas”, de salto – nem sua altura serve! – desumanizadas, anestesiadas para a próxima cirurgia. São tantas Galateas…

Amamos mulheres! Já viu o ‘the perfectv’? Novidade no mercado. Iluminador para a vagina. Rosa. Iluminada. Ninfa. Cocotinha. Depilada. Infantil.

Amamos mulheres! Desde que elas não sejam mulheres. Apenas estátuas moldadas. Apenas Galateas esculpidas por Pygmalion. Sem vida. Estão todas dopadas. Seja por remédios ou pela mídia.

“Gostamos de mulheres femininas”: mentira! Porque vocês odeiam tudo o que é feminino: pêlos, sangue, parto, leite, cheiro natural de vagina, cores e sabores. Vocês não gostam de fêmeas. Vocês gostam que mulheres performem feminilidade. A qualquer custo. Que não sejam elas mesmas. Chora, Galatea. Em silêncio pra não incomodar."

(Autoria: Quartinho da Dany)


Colagem com imagens do Google.

17.11.19

Tempos difíceis!


Assim é vida

Por Martha Medeiros / O Globo: 17/11/19

Árvores caem. Celulares ficam sem bateria. Canetas perdem a tinta bem na hora da assinatura. Iogurtes esquecidos na geladeira passam do prazo de validade. Crianças gritam durante o recreio. Fones de ouvido estragam logo. Sofás desbotam se expostos ao sol.

Folhagens murcham. Gatos afiam as unhas no tapete. Óculos entortam dentro da bolsa. Chove às vezes por quatro dias seguidos. Esmaltes descascam. Consultas médicas são desmarcadas e transferidas. Abdominais custam a dar resultado. Vizinhos escutam música ruim que entra por nossas janelas.

Pontas de lápis quebram. Copos também, pratos lascam. Números não identificados ligam para nossos celulares. Motoristas de aplicativos não conhecem as ruas da cidade. Roupas velhas emboloram. Garçons erram pedidos. Vinho mancha. Botões não fecham quando a gente engorda. A gente engorda.

A diarista adoece e falta. Carros enguiçados atrapalham o trânsito. Cachorros fedem quando não tomam banho. Chaves são perdidas. Voos atrasam. Serviço de quarto de hotel é demorado. Políticos mentem. Times empatam em 0x0. Horóscopos não acertam. Discursos se arrastam. Churrascos queimam se o assador se distrai.

Violões desafinam. Amigos somem. O dólar sobe na véspera da viagem. Histórias não batem. Sites de bancos emperram. Ninguém compra o apartamento que colocamos à venda. Chatos nos alugam. Idiotas apertam em todos os andares do elevador. Motores apagam no meio do engarrafamento. Os convidados erram no presente.

Malas extraviam. Tomates apodrecem. Testes de bafômetro dão positivo. Filhos não comem direito. Terapias demoram. Salsichas são suspeitas. Roda-se em provas de autoescola. Corretores de WhatsApp nos constrangem. Infiltrações na parede se repetem. Prédios altos tapam a visão. Filmes saem de cartaz. Baratas aparecem.

Chatices acontecem. E os resmungões nos alugam.

Mas novidades aparecem. Coisas boas se repetem. Testes de gravidez dão positivo. O beijo é demorado. Reuniões de condomínio são desmarcadas e transferidas. Pessoas interessantes ligam para nossos celulares. Tiranos caem. Pessimistas não acertam. Dá praia por quatro dias seguidos. Cachoeiras não fecham. Preconceitos somem. Recordes são quebrados. Amantes se conhecem no meio do engarrafamento. A temperatura sobe na véspera da viagem. Vizinhos escutam música boa que entra por nossas janelas. Homofóbicos saem de cartaz. Espumantes são abertos bem na hora da assinatura. Amores não acabam quando a gente engorda. A vida se renova se exposta ao sol.



16.11.19

Um dia depois do outro

"Um dia a vida nos alerta, noutros nos desperta. Um dia nos acolhe, outros nos joga pra fora do tabuleiro.
Um dia, nos afasta; noutros deita-nos em seu ombro e nos sussurra palavras de amor.
Tem dias que a vida grita com a gente. Avante! Em frente! Noutros passa indiferente...
Tem dias que a vida enxuga nossas lágrimas e nos ensina o valor da resiliência. Noutros perde nossa paciência em um de seus inúmeros becos-sem-saída. Um dia a vida nos espera e levanta junto com a gente. Noutros, nos empurra da cama numa segunda-feira de incertezas.
Tem dia que a vida, amigavelmente, nos convida. Noutros nos deixa fora da festa pra nos dar uma lição.
Há dias em que a vida nos encanta, noutros nos espanta, e noutros, ainda, nos sacode, nos acode na aflição, nos absolve do pecado da desistência, nos concede o perdão.
Para que a gente se lembre de quem somos, nos endireita os pés e nos põe de novo a caminho. Caminha junto e dança no nosso ritmo. Tem dias que a vida traz um sorriso na cara. Noutros nos prepara para chorar. Não há rotina em se tratando de vida. Mestra, nos concede o conhecimento, põe à mostra nossas fragilidades, nos ensina lições de acolhimento, solidariedade, e dentro da nossa guerra, nos fala de paz. Nos revela segredos, nos conduz pela mão. Nos mostra os nós, expõe nossas feridas, para que possamos ser maiores, melhores e mais simples a cada dia. Não apenas nos diz do que são feitas as estações, mas nos leva a passar por elas, para que, com elas,  possamos entender que somos feitos da mesma matéria-árvore; precisamos germinar, crescer, florir, perder folhas, abrir galhos, ser morada de passarinho, vicejar e fenecer e, ao fenecer, continuar existindo de outras formas, em outras histórias, nas lembranças mais honestas de quem amamos e nos amou.
Diante da vida não há recuo. Ela segue seu curso. Corre solta - água de rio que vai dar no mar. Lá nos encontraremos todos muito mais profundos e largos.
A vida é isso mesmo Seu Guimarães: "Embrulha tudo. Esquenta e esfria, aperta e daí afrouxa, sossega e depois desinquieta. O que ela quer da gente é coragem."
Por isso, se nos leva ao inferno, também nos joga flores na cara, bem no meio de uma tarde de sol de primavera, pra gente perder o fôlego e aprender, na lida, a capinar a vida e merecer o céu." 
Miryan Lucy Rezende

Enquanto isso, a vida passa...


14.10.19

Plantas


Planejando cultivar algumas folhagens e temperos...
Achei que os suportes de ferro estavam precisando ser renovados, 
então passei um spray rose gold.
Agora só preciso encontrar um lugar bem iluminado.


 → Para inspirar, muitas ideias no blog "Tua Casa":
"O rose gold é um tom de rosa com toque acobreado e aparência metalizada. Uma cor sutil e delicada, ela pode ser utilizada em todos os ambientes da casa, já que a tonalidade cria facilmente pontos de destaque quando inserida em objetos decorativos e em móveis. Fica bem na sala, no quarto, no banheiro e até mesmo na cozinha."

11.10.19

Amor próprio

— Amas-me? Perguntou Alice.
— Não, não te amo! Respondeu o Coelho Branco.
Alice franziu a testa e juntou as mãos como fazia sempre que se sentia ferida.
—Vês? Retorquiu o Coelho Branco.
Agora vais começar a perguntar-te o que te torna tão imperfeita e o que fizeste de mal para que eu não consiga amar-te pelo menos um pouco.
Sabes, é por esta razão que não te posso amar. Nem sempre serás amada Alice, haverá dias em que os outros estarão cansados e aborrecidos com a vida, terão a cabeça nas nuvens e irão magoar-te.
Porque as pessoas são assim, de algum modo sempre acabam por ferir os sentimentos uns dos outros, seja por descuido, incompreensão ou conflitos consigo mesmos.
Se tu não te amares, ao menos um pouco, se não crias uma couraça de amor próprio e de felicidade ao redor do teu coração, os débeis dissabores causados pelos outros tornar-se-ão letais e destruir-te-ão.
A primeira vez que te vi fiz um pacto comigo mesmo: "Evitarei amar-te até aprenderes a amar-te a ti mesma!"
Link

10.10.19

Espada-de-são-jorge

 
"Uma das plantas mais versáteis para interiores, a espada-de-são-jorge também filtra as toxinas do ar, liberando oxigênio. Além de ser indicada para quartos, ela se adapta bem em qualquer canto, seja no quintal ou dentro de casa.

Suas folhas, reunidas em tufo, são cilíndricas, longas e pontiagudas, por isso são chamadas de lanças. Existe a crença popular de que essa espécie protege contra o mau-olhado."

8.10.19

Sobre "pensar emoções"

"Somos seres emocionais em busca constante de poder pensar nossas emoções. O pensar depende da boa tradução do que vivenciamos em nós e no outro. Uma boa tradução implica em podermos mediar nossos desejos, reconhecendo realidades, os possíveis e os impossíveis da vida. Traduzir a nós mesmos para nós mesmos é tarefa difícil: nos defendemos tanto do que nos faz sofrer que não percebemos que nosso próprio sentir e pensar é uma mistura de passado, presente, futuro. Nossas dores permeiam o sentir e o pensar, nossas fantasias buscam evitar a dor; buscam, também, repetir dores antigas que ainda não passaram, na tentativa de não entrarmos em contato com dores ainda maiores. Tememos sentir, pensar porque habitam em nós pedaços da criança desprotegida que fomos. Esses pedaços, quando não atualizados, se repetem e nos levam a temer boa parte de dores que já aconteceram - e que não pudemos contar para nós mesmos. Sentir e pensar melhor implica em podermos fazer a experiência emocional de quem fomos. Para podermos seguir. O pensar depende do poder sentir. Poder sentir depende do outro que temos diante de nós; assim como já dependeu do outro que não pudemos ter diante de nós. Somos seres em busca."
Evelin Pestana

7.10.19

"...ainda posso ser infinitas!"

"Cada vez que me olho, vejo uma nova mulher. As experiências atuam diretamente em nossas células. A teoria, o conhecimento, é o chão para a gente caminhar, mas, se não dermos o primeiro passo, continuaremos no mesmo lugar. A plasticidade do nosso cérebro é algo revolucionário, somos realmente como argila... modeláveis. Olhar para o ontem e: - uau como eu já fui tantas; olhar para o hoje: e uau como ainda posso ser infinitas. E quando rebobino a fita penso em todas as pessoas que já toquei, troquei, recebi e dei um tanto de mim... A vida é um lugar místico, selvagem e intenso, pura energia. Viajar me conecta com a energia do infinito, pois vivo dia infinitos; e também de gratidão por sentir a vida nessa magnitude. Aquela emoção boa de me conectar com a força da existência e sentir em minhas células todas as pessoas fundamentais para eu ser quem eu sou hoje." (Thais Aparicio)



6.10.19

Bombardeio

"Seja perfeita, tenha uma aparência perfeita, faça tudo de maneira perfeita." 
Somos bombardeadas com isso"
E mais: “Nunca deixe ninguém perceber o esforço que está fazendo para tentar ser perfeita”. 
São mentiras que nos deixam diminuídas, abaladas emocionalmente e com vergonha. 
O grande gatilho que faz a mulher sentir vergonha ainda é a aparência, a imagem corporal. Por isso, precisamos de pessoas corajosas que falem a verdade sobre a realidade da vida, da maternidade, dos nossos corpos para colocar um pouco de verdade nas nossas expectativas."



5.10.19

Vamos relaxar e aproveitar?


"Estamos obcecados com "o melhor".
Não sei quando foi que começou essa mania, mas hoje só queremos saber do "melhor".
Tem que ser o melhor computador, o melhor carro, o melhor emprego, a melhor dieta, a melhor operadora de celular, o melhor tênis, o melhor vinho.
Bom não basta.
O ideal é ter o top de linha, aquele que deixa os outros pra trás e que nos distingue, nos faz sentir importantes, porque, afinal, estamos com "o melhor".
Isso até que outro "melhor" apareça e é uma questão de dias ou de horas até isso acontecer.
Novas marcas surgem a todo instante.
Novas possibilidades também. E o que era melhor, de repente, nos parece superado, modesto, aquém do que podemos ter.
O que acontece, quando só queremos o melhor, é que passamos a viver inquietos, numa espécie de insatisfação permanente, num eterno desassossego.
Não desfrutamos do que temos ou conquistamos, porque estamos de olho no que falta conquistar ou ter.
Cada comercial na TV nos convence de que merecemos ter mais do que temos.
Cada artigo que lemos nos faz imaginar que os outros (ah, os outros...) estão vivendo melhor, comprando melhor, amando melhor, ganhando melhores salários.
Aí a gente não relaxa, porque tem que correr atrás, de preferência com o melhor tênis.
Não que a gente deva se acomodar ou se contentar sempre com menos. Mas o menos, às vezes, é mais do que suficiente.
Se não dirijo a 140, preciso realmente de um carro com tanta potência?
Se gosto do que faço no meu trabalho, tenho que subir na empresa e assumir o cargo de chefia que vai me matar de estresse porque é o melhor cargo da empresa?
E aquela TV de não sei quantas polegadas que acabou com o espaço do meu quarto?
O restaurante onde sinto saudades da comida de casa e vou porque tem o "melhor chef"?
Aquele xampu que usei durante anos tem que ser aposentado porque agora existe um melhor e dez vezes mais caro?
O cabeleireiro do meu bairro tem mesmo que ser trocado pelo "melhor cabeleireiro"?
Tenho pensado no quanto essa busca permanente do melhor tem nos deixados ansiosos e nos impedido de desfrutar o "bom" que já temos.
A casa que é pequena, mas nos acolhe.
O emprego que não paga tão bem, mas nos enche de alegria.
A TV que está velha, mas nunca deu defeito.
O homem que tem defeitos (como nós), mas nos faz mais felizes do que os homens "perfeitos".
As férias que não vão ser na Europa, porque o dinheiro não deu, mas vai me dar à chance de estar perto de quem amo...
O rosto que já não é jovem, mas carrega as marcas das histórias que me constituem.
O corpo que já não é mais jovem, mas está vivo e sente prazer.
Será que a gente precisa mesmo de mais do que isso?
Ou será que isso já é o melhor e na busca do "melhor" a gente nem percebeu?
"Sofremos demais pelo pouco que nos falta e alegramo-nos pouco pelo muito que temos."
Leila Ferreira

4.10.19

Cordilheiras, um outro olhar


"Retratos de um final de semana em Lavras do Sul. Passeando com o afilhado Josezinho e a comadre @julianadockhorn pelas estâncias centenárias da região..."


Por Andressa Griffante, em 25/08/2019.



"Andressa Griffante é jornalista, mora em Porto Alegre e uma viajante apaixonada por arte, história e cultura. Acredita que os lugares e as pessoas tem muito pra nos ensinar, e que nem sempre precisamos ir longe pra aprender com o mundo. Que não tem medo de viajar sozinha e se perder de vez em quando. Que gosta de planejar cada passo de uma viagem com antecedência, mas que as vezes se joga numa trip de última hora. Que precisa muito de um mapa pra se orientar e de pouco luxo pra se hospedar. Alguém que quer aproveitar este mundo ao máximo, afinal, estamos todos aqui de passagem…" (Fonte: RS Bloggers

✔ E é dinda do "José Donairo Bulcão Teixeira Neto"!

2.10.19

Constatação


A vinda para as Cordilheiras tem resgatado a imagem da minha mãe.
Aos poucos, começo a lembrar dela falante, alegre, cheia de energia, 
como ela era, antes da depressão, que durou 12 anos.
Gratidão.

1.10.19

Preto e branco






Preto e branco em ambientes rústicos ou decoração country.
Eu gosto. 

Fotos do Pinterest / Casa de Bamba

30.9.19

Setembro/2019 nas Cordilheiras


Finalmente a chuva deu uma trégua, e pudemos aproveitar dias lindos, por aqui...
Chegou o gado que estava na pastagem, 
Ricardo se envolveu com consertos nas cercas, roçadas, marcação...
Recebemos visitas, organizamos a despensa e a salinha e o quarto "de fora".
Bem-vinda, primavera!

Regras de uso de aplicativos de mensagem

Por Mentor Neto


"Aplicativos de mensagem.
Precisamos falar sobre isso.
Estou falando de WhatsApp, SMS, Messenger, Telegram etc.
Tem que organizar essa bagunça.
Como as pessoas são, via de regra, sem noção, é fundamental que alguém estabeleça de uma vez por todas o que pode e o que não pode.
Eu sou esse alguém.
Envio, a seguir, 10 regras de uso dos aplicativos de mensagem que devem ser seguidas a risca, sob pena de ter seu celular clonado por um pedófilo e entregue à polícia federal.
Vamos a elas:

Regras de uso de aplicativos de mensagem:

1. Fica terminantemente proibido o envio de mensagens de bom dia, boa tarde, boa noite para grupos. Essas mensagens devem se restringir a conversações privadas. Essa regra vale para mensagens religiosas, efemérides, estações do ano etc.
Mensagem com por do sol passa a ser crime inafiançável.
1.a. Só é permitido adicionar alguém num grupo após e tão somente após a mesma ter sido consultada e ter concordado em ser adicionada

2. Não é mais permitido mandar joinha ou joião em resposta a qualquer mensagem, seja pessoal ou grupo. Ao longo dos séculos os humanos desenvolveram um código chamado alfabeto para se comunicar. Não somos selvagens para nos comunicar por garatujas.

3. Em continuidade à regra anterior, recomenda-se moderação no uso de emoticons e emojis. Coração pode, porque é fofo. Mas só o vermelho. Coração preto é coisa de hipster.

4. Na falta do necessário sinal de ironia em nosso léxico, a onomatopéia do riso pode ser utilizada com moderação. Dentre as risadas aceitas, a principal é o "hahaha", onde o número de "has" equivale à intensidade. "kkk" também é aceito, mas indica preguiça. Um sorriso maroto pode ser "rs" ou "hehehe". Qualquer outra manifestação deve ser evitada. "huahuahua" é block na hora.

5. Os diálogos pessoais devem começar sempre por "você está aí?" ou "taí?" ou "pode falar?" e pronto. Enquanto não houver resposta fica terminantemente proibido mandar uma segunda mensagem. Serial Messengers serão enviados para o abate.
5.a. Cada ballon deve equivaler a um parágrafo. Evitar
utilizar um ballon por palavra. Isso é chato.
5.b. Antes de enviar uma mensagem de voz, pergunte se o sujeito pode escutar. Ao contrário de você, nem todo mundo vive isolado numa caverna.
5.c. Se sua mensagem de voz tiver mais do que 30 segundos, considere escrever. Ou usar outro meio de comunicação como a ligação telefônica.

6. Regra Sagrada: não é porque leu que precisa responder na hora. Imprima isso e cole no celular. Não é porque deu tiquezinho azul, "lido", "read" ou afins que o sujeito precisa responder na hora.

7. Em continuidade à regra anterior, quando o sujeito responder, fica terminantemente proibido contrangê-lo com um "porra, finalmente, hein?" ou "caceta...demorou!" ou "nossa...que vácuo!" e por aí vai. Para conter a ansiedade de quem envia a mensagem inicial, a Sociedade de Psiquiatria Americana recomenda repetir o mantra: "meu amigo tem uma vida fora do celular. meu amigo tem uma vida fora do celular. meu amigo tem uma vida fora do celular."

8. Fica proibido falar de religião, futebol ou política em grupos que não tenham essa finalidade específica. Em caso de reincidência, o usuário terá seus direitos suspensos e passará a receber apenas fotos de gatinho por três meses.

9. Todo mundo sabe que o primo, o tio, o cunhado que mora longe sempre se sente no direito de falar umas verdades, porque não precisa encarar almoços de domingo. Isso cria cisões familiares definitivas. Ficam, portanto, proibidos os grupos de família que incluam gente que não more sob o mesmo teto.

10. Antes de repassar qualquer link de notícia bombástica, torna-se obrigatório consultar a data em que foi publicada.
O envio de qualquer vídeo que contenha a introdução "Olha o que a Globo não mostra" ou "O Congresso não quer que você veja isso e mandou tirar do YouTube" resultará em multa de 15 salários mínimos.

Grato,
A Gerência."
Related Posts with Thumbnails