19.8.11

Sobre blogar

Não tenho falado muito sobre mim, aqui no Roccana. Na verdade, tenho me resumido a postar coisas interessantes que leio e quero "guardar" ou compartilhar. Mas ando com vontade de voltar aos velhos tempos, em que contava as minhas coisas, minhas mazelas, minhas alegrias e minhas descobertas.
Na verdade eu tinha decidido manter o exercício da escrita, do repensar a vida, mesmo sem publicar, guardando em algum arquivo, do meu computador. Mas não tem a menor graça. Gosto dos comentários, da troca, do aprendizado.Vou tentar retomar, aos poucos, porque ando com saudades.
"Não é o que você sonha, é o que você faz pelo que você sonha."

Li e me identifiquei:

"Comecei a fazer “blog” antes mesmo de saber que escrever um diário virtual tinha esse nome. Com o passar do tempo, fui ficando mais recatada em meus registros, expondo menos minha vida pessoal, minha família e as pessoas que convivem comigo.

Mas aí, eu não fiquei feliz com isso. Fui nadando contra a corrente, me escondendo num cantinho cada vez mais úmido e escuro e quando eu vi, era só mofo o que saía dali. Eu não sei ser outra que não eu, exposta, aberta, verdadeira, com rompantes de alegria ou tristeza, humor lunar, ataques de “sincerona”. Acho fundamental registrar alguns pensamentos, escrever e ler depois sobre o que estava sentindo naquele dia, refletir, digerir, pensar, dividir um pouco do que tenho e sei com outras pessoas, aprender, trocar idéias, experiências, receitas secretas de bolo. Por isso decidi manter um blog vivo."

(Da Denize Barros. Texto completo aqui.) 

★`·..·´★`·..·´★`·..·´★`·..·´★`·..·´★`·..·´★`·..·´★
.

Quero aproveitar o "ensejo" e falar de uma ausência, no mundo dos blogs. 
Me refiro ao "De Amor e de...", da Lúcia, que é um amor de pessoa, alguém que eu admiro muito. 
Obviamente fui lá, reclamar, da sua decisão de parar de blogar, e olhem o que ela falou sobre mim, em seu post chamado "Aos amigos que vieram me acarinhar":

"Ana, doce Roccana, dona do blog mais bonito que conheço, plasticamente falando (sabe disso). Sempre atenta, sempre em busca, sempre acreditando. Feliz, apesar de adversidades. Um sorriso bonito estampado no rosto. Bela. Alma inquieta. Coração aberto."

É isso. Blogar, mais do que tudo, nos apresenta a um universo de pessoas especiais, nos traz amigos. E a Lúcia - parodiando outro mineiro que me encanta, tá guardada no lado esquerdo do meu peito. Só espero que ela volte logo!

3 comentários:

Heloísa disse...

Ana,
Como você, também encontrei a Lúcia, blogando. E fiquei feliz.
Beijo.

Vivien Morgato : disse...

Acho que o blog vai mudando com o autor,sinto isso não só pelo que opto por escrever, mas por quem opto por ler e/ou linkar.

As mutações são bacanas.

Lúcia Soares disse...

Ana, e eu "comendo mosca", sem ver esta sua mensagem linda!
Para mim foi muito difícil parar com o blog, mas necessário. Sou assim, muito inconstante..rsrs (em algumas coisas).
Você e tantas outras pessoas que conheci através do blog fazem a diferença pra mim, e por isso pretendo voltar com um novo blog, só não sei quando, ainda. Preciso ajustar umas coisas em mim.
É sempre um prazer vir aqui, ler e me deliciar com as fotos e os textos.
Obrigada pelo carinho!
Beijo!

Related Posts with Thumbnails