16.10.21

Todo Galpão é Querência

Rogério Melo

Todo galpão é querência
Aos olhos da madrugada
Porta de rumo pro norte
Cuidando tempo e a estrada

Pra quando um sonhos distante
Chegar pedindo pousada
Pra quando um sonhos distante
Chegar pedindo pousada

Todo galpão é querência
Quando o dia desencilha
E se acende um sol vermelho
Num cerne de coronilha

E um mate mistura o gosto
De cacimba e maçanilha

Todo galpão é querência
Toda querência é galpão
Porque há nas duas palavras
Mesmo sentido e razão

De serem o mesmo lugar
E em resumo um coração

Todo galpão é querência
Poncho, baeta vermelha
Pra quando um resto de tarde
Virar garoa parelha

E descer do céu pra noite
Contra o quinchado de telhas

Todo galpão é querência
Se um baio pasta por perto
E a cachorrada ressona
Mas cuida o longe de perto

E um galo ainda acorda o dia
De peito e de bico aberto

Um comentário:

YellowSnowman disse...

Take a look at MashMirror to find the best apps and tools. It has over 500 lists of best apps, software, and tools categorized in apps, tech, alternatives. MashMirror blogs provide the best information such as features, functionalities, and pricing of much different software, apps, and online tools. The single-column design lets you focus on what you are reading and find the answers to your curiosity. In addition to software, app, and SaaS lists, it has the latest information on Crypto, AI, and the latest tech.

Related Posts with Thumbnails