22.6.12

Gabriela


Link

“Mulher tão de fogo no mundo não havia, com aquele calor, aquela ternura, aqueles suspiros, aquele langor. Quanto mais dormia com ela, mais tinha vontade. Parecia feita de canto e dança, de sol e luar, era de cravo e canela...”

Jorge Amado 

2 comentários:

Beth/Lilás disse...

Mas eu gostei mais da primeira Gabriela, Sônia Braga.
bjs cariocas

ANA MARIA disse...

O David Coimbra escreveu que a Gabriela da Sônia Braga era toda insinuação e, a da Juliana Paes é pura provocação. Assisti a primeira e esta vi algumas cenas, e concordo com ele, mas são outros tempos, onde tudo precisa ser mostrado. Falta só um pouquinho de esconde-esconde, talvez. Bj

Related Posts with Thumbnails